Conheça o Pix Saque e Pix Troco, novas modalidades de PIX

Você já ouviu falar do PIX Saque e PIX Troco? Eles são uma nova invenção do Banco Central que já está com uma ótima aceitação do mercado.

Isso já era esperado devido ao grande sucesso do PIX e a sua expansão desde o lançamento recente. Com o tempo, o Banco Central percebeu alguns gargalos no PIX e buscou formas de melhorá-los e oferecer vantagens ainda melhores aos consumidores.

Com isso, surgiram o PIX Saque e o PIX Troco. Essas novas modalidades surgiram para reduzir ainda mais a burocracia envolvendo pagamentos, beneficiando os cidadãos.

Se você ainda não entende exatamente como funcionam essas modalidades de pagamento e quer saber como isso pode impactar o seu negócio, então continue a leitura.

Quais as novas modalidades de PIX?

Primeiramente, vamos explicar como funciona o PIX Saque. Assim como o nome sugere, ele permite que as pessoas façam uma espécie de saque nos estabelecimentos, usando-os como um caixa eletrônico.

Na prática, um consumidor vai até uma loja, usa o leitor de QR Code do celular para fazer um PIX ao estabelecimento e recebe, em mãos, o dinheiro transferido.

Ou seja, imagine que uma pessoa precisa de 200 reais em dinheiro, mas não há caixas eletrônicos ou bancos por perto. Nesse caso, ela pode ir até uma loja que oferece esse tipo de serviço, abrir a sua conta digital no celular e selecionar a opção do PIX de pagamento por QR Code. Em seguida, basta ela escanear o código da loja com a câmera e digitar o valor desejado, de 200 reais.

Depois de confirmar a transação, essa loja receberá o PIX de 200 reais e dará para a pessoa esse valor em dinheiro. Quando os estabelecimentos aderirem a essa alternativa em larga escala, isso facilitará bastante a vida dos consumidores.

Em contrapartida, também existe o PIX Troco. Nesse caso, você faz uma compra em um estabelecimento e efetua um pagamento via PIX superior ao valor da venda. Com isso, o lojista dará o troco em dinheiro em espécie.

Diferenças e semelhanças entre as modalidades

Ou seja, na prática, o PIX Troco funciona de forma bem semelhante ao PIX Saque. E os dois funcionam da mesma maneira, através de pagamento via leitura de QR Code.

A principal diferença dessas modalidades é que, no PIX Troco, o consumidor efetua uma compra no estabelecimento e apenas recolhe o troco em dinheiro. Isso não é necessário no PIX Saque.

Ainda vale ressaltar que, para garantir a segurança do usuário, existe um limite para as duas novas modalidades de 500 reais durante o dia e 100 reais durante a noite.

Quais os benefícios do PIX Saque e PIX Troco?

Essa modalidade de pagamentos oferece benefícios tanto para os usuários quanto para os lojistas.

Por um lado, os consumidores têm um acesso muito mais amplo ao dinheiro, sem precisar se deslocar muito para alcançar um caixa eletrônico a fim de sacar dinheiro.

Por outro, os lojistas ganham um movimento em sua loja que não existia anteriormente. Assim, pessoas que, talvez, nunca entrariam naquele estabelecimento, passam a frequentá-lo. Isso pode levá-las a consumir dentro da loja, em vez de apenas usá-la para saque.

Além disso, os estabelecimentos podem ganhar uma comissão por meio desse negócio. A princípio, tanto pessoas físicas quanto MEIs podem fazer até 8 saques mensais sem cobrança. Isso vale tanto para o PIX Saque quanto para o PIX Troco.

Porém, o lojista pode reduzir isso para quatro saques por mês e, a partir disso, cobrar uma taxa. Além disso, em cada transação realizada o empreendimento ganha um valor do banco que varia de 25 centavos a 95 centavos por transação. Esse valor deve ser negociado diretamente com o banco e é diferente do valor pago pela pessoa física quando ultrapassa o limite mensal de saque.

Ainda vale ressaltar que, para pessoas jurídicas, as lojas podem cobrar um valor de saque desde a primeira transação.

Quais as desvantagens dessas modalidades?

Para o consumidor, não existem muitas desvantagens ao utilizar esse método. Porém, para o comerciante, ele apresenta alguns problemas.

Primeiramente, o empreendedor precisará se preocupar em ter sempre dinheiro em loja, preferencialmente com uma ampla variedade de notas. Isso nem sempre é fácil e fazer a gestão desse dinheiro pode ser trabalhoso.

Além disso, o comerciante precisa ter bastante organização para não confundir aquele dinheiro com o valor de uma venda.

Ou seja, se você tem uma loja e quer oferecer PIX Saque e PIX Troco, primeiramente, organize como isso será feito para não gerar desorganização interna.

Conclusão

As novas modalidades de PIX surgiram para facilitar a vida dos consumidores e eliminar gargalos que existiam nos processos de pagamentos.

Por isso, o PIX Saque e o PIX Troco oferecem diversas vantagens tanto aos lojistas quanto aos consumidores e vale a pena pesquisar mais sobre ele para decidir se quer contar com essa modalidade em seu estabelecimento.

Além disso, vale lembrar que isso pode ser lucrativo e ainda aumentar o movimento da loja.

Sobre a TNS

A TNS é uma das maiores empresas do mundo em conectividade para Meios de Pagamento, com mais de 10 anos de atuação no mercado brasileiro.

Fundada há mais de 30 anos nos Estados Unidos, atende organizações em mais de 60 países, de todos os portes, cumprindo rigorosos requisitos de segurança e disponibilidade.

Se você tem uma startup, Fintech de Pagamentos ou qualquer negócio que necessite de conectividade para comunicação entre máquinas, converse com um de nossos consultores.


Deixe seu comentário, crítica ou sugestão


Ao acessar o nosso site, você concorda com o uso de cookies para analisar e produzir conteúdo e anúncios adaptados aos seus interesses. Leia nossa Política de Cookies.